Novo aeroporto de Florianópolis corre o risco de não ficar pronto para a Copa

O novo terminal do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, corre o risco de não ficar pronto antes da Copa do Mundo. Problemas no edital de licitação da primeira fase da obra fizeram a Infraero esticar o prazo de entrega de março para o primeiro semestre de 2014. Ao menos a competição tem data certa para ocorrer: será disputada entre 12 de junho e 13 de julho.
O novo atraso no cronograma é apenas o capítulo mais recente de uma série que se arrasta desde 2004, quando a estatal que administra os principais aeroportos do país divulgou o projeto arquitetônico do novo Hercílio Luz. Seu término chegou a ser estimado em 2008, 2010 e 2012. Mas as obras nem começaram ainda.
No momento, o entrave é o edital do primeiro lote da obra, que deveria ter saído em maio, depois julho, mas que não foi publicado ainda. Isso seria feito 15 dias após a audiência pública de 17 de julho, quando foram apresentados os detalhes desta etapa. Mas a Infraero alterou este cronograma para realizar o que chamou de "ajustes orçamentários".
Ajustes no orçamentoEsses ajustes reduziram em R$ 10 milhões o custo estimado para as obras de terraplenagem, pistas de taxiamento (que os aviões usam para ir do portão a uma das pistas principais na hora de decolagem) e estacionamento de veículos, entre outras, previstas anteriormente em R$ 200 milhões. A economia foi possível, segundo a Infraero, pela revisão das cotações dos insumos necessários.A estatal prevê que o edital saia até o final deste ano e a execução comece em dezembro. Se desta vez os prazos forem seguidos à risca, a primeira etapa de obras terminaria em setembro de 2013. Os projetos dos lotes seguintes ainda não foram finalizados. Eles incluem a construção do novo terminal de passageiros e demais edifícios. A Infraero prevê publicar o edital para esta etapa este ano.Na avaliação de Vera Lúcia de Almeida Corrêa, coordenadora de projetos da FGV Projetos, a Infraero tem problemas para formular os seus projetos básicos com preços reais.— Isso ocorre porque a área de engenharia não o faz pelo menor custo, mas pela média do mercado.Hoje, a execução total do novo terminal está orçada em R$ 294,45 milhões — R$ 21,95 milhões a menos que o cálculo anterior.


Saiba como está o andamento do novo aeroporto:

:: Repercussão


Glauco José Côrte (presidente da Fiesc)

"O novo atraso surpreende em função das declarações enfáticas feitas por representantes da Infraero na Fiesc, no final de abril, de que os principais entraves para obra, relacionados com licenciamento ambiental, acesso rodoviário e desapropriações, tinham sido resolvidos".

Sérgio Medeiros (presidente da FCDL-SC)

"Não posso acreditar que uma vez mais teremos atrasos com esta obra. O desenvolvimento do Estado depende totalmente de infraestrutura. Em 2014, teremos muitos turistas no país dispostos a gastar, mas não daremos as condições adequadas para eles chegarem onde querem, como Florianópolis".

Vladir Walendowsky (presidente da Santur)

"Devemos fechar 2011 com 5,6 milhões de turistas estrangeiros no país. Sempre se fala em promoção, mas não se olha outras questões determinantes, como infraestrutura. Nosso aeroporto não comporta mais voos fretados no verão. É um grande entrave para elevar a vinda de turistas, especialmente da América do Sul.

Vera Lúcia de Almeida Corrêa (coordenadora da FGV Projetos)

"Esses atrasos prejudicam muito a atividade econômica na cidade. Mesmo que Florianópolis não seja uma das sedes da Copa, a concepção das cidades-sede é que elas estejam próximas de cidades turísticas. Florianópolis poderia aproveitar este momento".

FONTE: DIÁRIO CATARINENSE

joseluizdacosta@bol.com.br em 31 de agosto de 2011 18:41

JOI - NAV - FLO e outros, me dá uma vergonha.

Novo Comentário

 
CLICK AQUI ! CLICK AQUI ! CLICK AQUI ! CLICK AQUI ! CLICK AQUI ! CLICK AQUI ! CLICK AQUI !